top of page

Run Tejo de Norte a Sul no final de Junho | 26-27/Jun/2021

No final de Junho tivemos vários atletas a deslocarem-se a corridas fora de Lisboa e a representar a nossa equipa!

Desde já agradecemos aos atletas pelo vosso empenho e resultados conquistados, e pela representação da Run Tejo pelos vários pontos do país.


VII Night Run Vila Real – 26/06/2021

No Norte de Portugal, os nossos atletas José Pinto e Vasco Marta, marcaram presença na VII Night Run Vila Real, o que trouxe inúmeros desafios, uma vez que a luz era pouca e tinha de se ter cuidado com o percurso para não qualquer espécie de lesão.

O veterano José Pinto é nosso atleta na região Norte, que nos tem vindo a dignificar por lá e, de certa forma, jogava em casa. Já o Vasco, é lisboeta e submeteu-se ao desafio de correr por terras mais desafiantes! Apesar de tudo, o Vasco conseguiu um 7º lugar da geral e um honroso 2º lugar no seu escalão de seniores masculinos, com um tempo de 32:43,40. O José Pinto, conseguiu ser 43º da geral, com 41:43,50, no meio de quase 100 atletas. Apesar do grau de dificuldade, conseguiram chegar ao final com o dever de missão cumprida!


 

3ª Travessia da Planície - Castro Verde (Beja) – 26/06/2021

Pelo Alentejo, tivemos a presença do nosso atleta José Francisco, que participou na 3ª Travessia da Planície, uma corrida com cerca de 11 km que prometeu dar a conhecer as paisagens da Reserva da Biosfera.

O José conseguiu o 4º lugar do seu escalão de Sénior Masculino e um 8º lugar da geral, com o tempo de 43:20. Parabéns pelo teu desempenho José! É sempre uma honra pertencer ao TOP 10 no meio de tantos atletas e elites, isso só prova que temos atletas de imenso valor!


 

Serra Amarela Sky Marathon – 27/06/2021

Em Ponte da Barca foi dia de Trail para a Elisabete Macedo e o Jorge Nunes, que tiveram a ousadia de participar na Serra Amarela Sky Marathon, no Trail Longo de 34km, que afinal de verificou ser de 35,50km!!!

Enquanto numa prova de estrada a principal preocupação é a distância que vamos percorrer, numa prova de Trail surge um outro indicador, altimetria positiva, ou seja, a subida vertical acumulada. No entanto há ainda um outro indicador, mais difícil de medir, mas talvez o mais determinante para o ritmo final conseguido, a dificuldade técnica...

Uma prova de Trail desenvolve-se nos mais variados pisos, quando tem estradões, é muito bom, mas depois vêm os trilhos, caminhos, sítios onde não há caminhos, só as fitas a indicar a direção a seguir, terra, mato, pedra solta, areia, cursos de água que é necessário atravessar... a vau, pó, lama, alterações significativas de temperatura e condições climatéricas alteradas (em montanha é frequente).

Enfim, para terem uma ideia, houve kms a descer, feitos a um ritmo pior que alguns kms a subir, e neste Trail subia-se bastante! O atleta mais rápido terminou a prova em 3h06m30s, num ritmo espantoso de 5:10/km, acreditem, é mesmo espantoso, e os nossos atletas demoram mais 2h31m, com um ritmo de 9:20/km. Tiveram muita sorte com o tempo, pois esteve fresco. O percurso era bastante duro, mas as paisagens valeram a dureza!

Esta prova faz parte do circuito nacional da ATRP (Associação de Trail Running de Portugal) a instância que por cá regula e certifica este tipo de provas, que através de um sistema de pontos, qualifica os atletas para participar nas grandes provas internacionais, controladas pela ITRA (International Trail Running Association).

RESULTADOS: Elisabete Macedo: 154ª da Geral, 26ª Feminina e 6ª F40 Jorge Silva: 160º da Geral, 134º Masculino e 30º M45 Serra Amarela Sky Marathon Trail Longo 34km (foram 35,5km) Altimetria 1860 D+

Dificuldade - Grau 3 (o máximo é 4)

 

Patrocinado por:




Commentaires


bottom of page